Vídeo de câmera FLIR mostra SR-71 Blackbird voando em formação com F/A-18 Hornet – Cavok Brasil


A aeronave de reconhecimento estratégico Lockheed SR-71 Blackbird permaneceu como a aeronave operacional mais rápida e com maior capacidade de voo do mundo ao longo de sua carreira de quase 24 anos.

Em uma altitude de 80.000 pés, ele podia vigiar quase 260 mil quilômetros quadrados da superfície da Terra por hora. E, na eventualidade de um inimigo tentar abatê-lo com um míssil, tudo o que o Blackbird precisava fazer era acelerar para Mach 3 e fugir dele.

O SR-71 é de fato um recorde impressionante graças às suas características únicas, como ser capaz de voar sobre Mach 3,5 (4.287 km/h) a uma altitude de 88.000 pés (26,8 km), com sua Seção Transversal Radar (RCS) baixa e os sistemas eletrônicos de guerra sofisticados. O que também o torna a aeronave mais impressionante em seu tempo.

Neste artigo, podemos ver um vídeo interessante que mostram detalhes de testes do Blackbird. O vídeo de 48 minutos foi postado recentemente no YouTube pelo Maj. Russell “Crancky” Prechtl, que se formou na Escola de Pilotos de Teste da Força Aérea dos EUA em 1993 e foi trabalhar na Força de Teste Combinada F-16 na Base Aérea de Edwards, Califórnia, até 1996.

A parte interessante do vídeo abaixo é aos 24 minutos quando “Crancky” trabalha no FLIR (provavelmente de um pod LANTIRN) rastreando o SR-71 Blackbird voando em formação com um F/A-18 Hornet. Possivelmente este voo conjunto foi realizado próximo a Edwards, onde normalmente operavam os F-16s de testes que o major voava. Também é possível que a formação fosse feita de aeronaves da NASA, já que na época a agência voava tanto o SR-71 quanto o F/A-18 a partir do Centro de Pesquisa de Voo Dryden, também em Edwards.

De acordo com a descrição do vídeo no YouTube, o vídeo completo mostra “… o teste de voo de alto ângulo de ataque, incluindo a implantação do paraquedas de frenagem, falha do motor com o piloto japonês no banco da frente, alta velocidade (Mach 1,93), teste de reinicialização do motor e alguns testes de aviônica. Acaba com o lançamento do míssil HARM.”

Por um quarto de século, a aeronave de reconhecimento SR-71A Blackbird da Lockheed dominou os céus como nenhuma outra. Como observou certa vez o piloto e autor do SR-71 Brian Shul, mais pessoas estiveram no topo do Monte Everest do que voaram o que continua a ser o jato mais rápido do mundo e que voa mais alto. Um total de 32 aeronaves SR-71 foram construídas.



Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Main Menu