Santander vai trabalhar com agentes autônomos no varejo

Santander vai trabalhar com agentes autônomos no varejo


O Santander quer ocupar mais espaço no mercado dos investimentos pessoais.

Numa mudança de estratégia, o banco vai contratar 1.200 agentes autônomos para atender os clientes de varejo num modelo batizado de Santander AAA.

Os assessores – que o banco chama de advisors – terão a carteira assinada pela Santander Corretora; o banco vai compartilhar com cada um deles um portfólio inicial de 100 clientes do varejo, com patrimônio acima de R$ 300 mil.

A manutenção da carteira já vai garantir uma remuneração para o assessor, que terá também uma participação sobre o aumento da carteira, seja trazendo novos clientes ou recursos de quem já tem conta no Santander mas investe com outras casas.

Luciane Effting, superintendente-executiva de investimentos do Santander, disse que ao eliminar da cadeia os escritórios de AAIs e trabalhar diretamente com os agentes, o banco vai conseguir pagar uma remuneração de até 30% sobre o incremento da carteira, acima da média do mercado, que varia de 15% a 25%.

“A nossa ideia é valorizar o empreendedorismo e a meritocracia. Fechando a parceria e sendo contratado pela corretora, esse assessor também vai poder fazer carreira dentro do Santander dependendo da sua performance,” disse Luciane, acrescentando que o programa também será utilizado para reter talentos do banco.

Hoje, o Santander já conta com 330 especialistas em investimentos. Além de manter esses profissionais – agora migrados para o novo modelo – o banco deve buscar mais 870 advisors no mercado para completar as vagas restantes. A competição neste mercado, que hoje é dominado pela XP e no final do primeiro tri tinha 10.700 agentes autônomos, só fez crescer nos últimos anos.

A meta do Santander é fechar as 1.200 contratações até abril do ano que vem. Além dos assessores, a corretora vai contratar 100 traders que vão se relacionar diretamente com o cliente.

Os números parecem tímidos, considerando que o banco tem mais de 50 milhões de clientes no Brasil, mas esse é um primeiro passo de uma estratégia do Santander para crescer nesse segmento no longo prazo – nos últimos anos o banco focou mais em crédito e outros produtos bancários, como cartões e seguros.

Os mais de 10 milhões de clientes do varejo pessoa física do Santander têm hoje R$ 230 bilhões investidos com o banco — os números incluem aqueles que aplicam só na poupança.

O Santander AAA terá profissionais em 23 cidades, oferecendo atendimento online ou presencial nos espaços Select do banco.

Além desse modelo de parceria, o banco vem investindo em tecnologia (um novo portal de investimentos), no portfólio de produtos e no conteúdo de análise e recomendação de investimentos.



Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Main Menu