Orizon: Spectra zera, e liquidez continua aumentando

Orizon: Spectra zera, e liquidez continua aumentando


A Spectra liquidou hoje sua posição na Orizon num block trade coordenado pelo BTG.

O bloco de 3,1 milhões de ações – quase 5% do capital da empresa de valorização de resíduos – movimentou R$ 94,5 milhões e saiu a R$ 30,50, perto do all-time high.

A Spectra havia comprado a posição em 2020, na reestruturação de dois fundos de private equity – o Infra Brasil e o Caixa Ambiental – que detinham cerca de 20% da empresa então chamada Haztec, que mais tarde mudou de nome para Orizon.

Os fundos – geridos pelo Santander – eram antigos: haviam sido captados ainda na época do ABN Amro. Além de não ter mais tempo para esperar, os cotistas estavam numa arbitragem contra os controladores, discutindo questões societárias.

A estratégia da Spectra foi negociar um acordo e acabar com a briga.

A gestora – que tinha 23% da empresa antes do IPO – vendeu 30% da posição no IPO (na colocação do greenshoe), outros 40% dois meses atrás (num bloco via Credit Suisse) e agora os 30% remanescentes.

A saída da gestora – que adicionou ao free float cerca de 10% do capital da empresa nos últimos dois trades – deve aumentar ainda mais a liquidez do papel, que era de R$ 7 milhões/dia na época do IPO e aumentou para R$ 20 milhões nos últimos 60 dias.

Com o bloco, a Orizon negociou hoje 8 vezes o volume médio diário, e fechou em alta de 3,9%.

A empresa vale R$ 2,1 bilhões na Bolsa.



Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Main Menu