Marilyn de Warhol bate quase US$ 200 milhões, mas liquidez é dúvida nos leilões

Marilyn de Warhol bate quase US$ 200 milhões, mas liquidez é dúvida nos leilões


A célebre serigrafia de Andy Warhol retratando o rosto da atriz Marilyn Monroe acaba de se tornar ainda mais célebre – ao ser vendida por US$ 195 milhões num leilão na Christie’s.

O rosto rosa com o cabelo amarelo de Marilyn passou a ser a obra de arte mais cara do século 20 já vendida num leilão, e a mais cara da história para um artista americano.

O preço obtido por Shot Sage Blue Marilyn, criada há 58 anos por Warhol, mostra que o mercado de obras de primeiríssima linha continua firme e líquido – apesar de toda a incerteza macro global, a alta dos juros e a Guerra da Ucrânia.

Mas a grande incerteza do mercado é o que acontecerá com as obras não icônicas, que representam 99% do mercado e cujos compradores são mais sensíveis ao ambiente econômico.

A interrogação vem no momento em que as grandes casas começam seus leilões de primavera em Nova York.

A Christie’s espera vender mais US$ 1,5 bilhão em arte moderna e contemporânea ainda essa semana, e a Sotheby’s, mais US$ 1,1 bilhão semana que vem.

Shot Sage Blue Marilyn tornou-se também a segunda obra de arte mais cara vendida publicamente na história.

A primeira continua sendo o Salvator Mundi, uma obra de Leonardo Da Vinci vendida em 2017 por US$ 450 milhões, também num leilão da Christie’s.

Anteriormente, a obra americana mais cara já vendida era um “untitled” de Basquiat, avaliado em US$ 110 milhões.

No leilão de ontem à noite, o quadro de Warhol foi levado por Larry Gagosian, o dealer que atende bilionários como Steve Cohen, David Geffen e Ronald Lauder, além de clientes asiáticos. Não está claro qual dos clientes ele estava representando.

O quadro de Warhol pertencia à Thomas and Doris Ammann Foundation, uma instituição sem fins lucrativos de Zurich. Thomas foi um colecionador de arte que morreu em consequência da AIDS em 1993; sua irmã Doris assumiu a galeria e tocou o negócio até sua morte no ano passado.

A fundação colocou à venda o quadro de Warhol e outras 35 obras de arte. Todas as vendas vão para projetos da fundação, que é focada em projetos ligados à saúde e à educação.



Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Main Menu