IMAGENS: Voa o primeiro Typhoon nas cores da Força Aérea do Catar – Cavok Brasil

IMAGENS: Voa o primeiro Typhoon nas cores da Força Aérea do Catar – Cavok Brasil


No dia 9 de maio, o primeiro caça Eurofighter Typhoon nas cores da Força Aérea do Emirado do Catar fez seu voo inaugural, a partir das instalações da BAE Systems em Warton, no noroeste da Inglaterra.

O voo inaugural de uma hora foi registrado pelo fotógrafo de aviação Simon Pearson-Cougill que compartilhou as imagens com o site The War Zone. O caça com número de série QA404 está com seu esquema de camuflagem definitivo, embora ainda leve o registro temporário ZR505 do Reino Unido. A aeronave com o indicativo TARNISH 10 havia realizado seu primeiro voo sem a pintura em novembro do ano passado.

Em 17 de setembro de 2017, o Ministro de Estado da Defesa do Catar, Khalid bin Mohammed al Attiyah, e seu colega britânico, o secretário de Defesa Sir Michael Fallon, assinaram uma declaração de intenção descrevendo um plano para comprar 24 aeronaves Eurofighter Typhoon para o Catar.

O movimento do Catar é em si uma tentativa de persuadir a Europa em sua guerra de palavras com a Arábia Saudita. O Catar se viu isolado diplomaticamente da Arábia Saudita, que o acusa de apoiar o terrorismo. No fundo, o apoio do Catar ao Irã deprimiu fortemente os vizinhos dos Emirados. Mas por trás da guerra dos irmãos inimigos é o futuro econômico da região que está em jogo. O Catar precisa de aliados no Ocidente e três importantes compras de caças (Rafale, F-15 e Eurofighter) representam o primeiro passo, pelo menos uma tentativa de se proteger.

Autoridades do Catar revelam que o acordo aumentará a cooperação de defesa e o engajamento entre os dois países e estabelecerá as bases para as “intenções do Catar em relação ao desenvolvimento e produção do padrão Eurofighter T3, que foi a oferta mais cara.

Atualmente, os pilotos do Catar treinam com os Eurofighters da RAF dentro do Esquadrão 12 e os engenheiros aprendem os métodos da RAF em Cosford. O primeiro grupo de seis pilotos do Catar chegou ao Reino Unido com experiência em aeronaves de combate.





Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Main Menu