IMAGENS: Bélgica dá adeus ao lendário Hercules – Cavok Brasil


Na sexta-feira, 17 de dezembro, o Componente Aéreo Belga se despediu de sua lendária aeronave C-130 Hercules na base aérea de Melsbroek. Após quase 50 anos de serviço, o Hercules fez um voo de despedida para que todos os entusiastas pudessem se despedir de uma última vez.

“Segurança em primeiro lugar”, o comandante Verwilligen deu início ao dia nebuloso, mas histórico. Inicialmente, foi planejado um Voo de Despedida sobre toda a Bélgica, no qual sete aeronaves passariam por vários marcos históricos, mas infelizmente as condições meteorológicas o impediram. “É irresponsável ter vários aviões voando tão perto uns dos outros hoje. A segurança está sempre em primeiro lugar”. E assim a Ala 15 rapidamente evocou um novo cenário: em vez de um voo turístico, três aeronaves voaram em uma direção diferente.

Para destacar o dia, a frota de três Hercules não foi composta apenas por aeronaves belgas. Às 13h00 uma formação internacional estava pronta para voar a partir da base: um avião polonês com destino a Kleine-Brogel e Liège, um avião americano fez uma ‘visita aérea’ a Chièvres e Florennes. A aeronave belga sobrevoou Ostend e Antuérpia.

A ocasião foi bem atendida pela imprensa, todos aguardando ansiosamente por um assento no Hércules durante o voo de despedida cancelado. Mesmo assim, todos tiveram a chance de passar uma hora entre as nuvens: um C-130 voou ao lado de um A400M em direção a Florennes para circular lá a uma altitude menor. No último pouso, de volta à base de Melsbroek, o C-130 foi solenemente esperado e se despediu pela última vez com uma saudação de água pelos bombeiros.

Os C-130 belgas foram implantados em mais de cinquenta operações internacionais de paz e segurança. “O C-130 foi o primeiro a entrar e o primeiro a sair de todas as missões. As operações estrangeiras não podem ocorrer sem transporte aéreo e são urgentemente necessárias para garantir a segurança dos nossos cidadãos belgas”, explica o Major Bodet. A última operação foi a Red Kite, na qual mais de 1.400 pessoas foram evacuadas. Três aeronaves voaram mais de 20 vezes entre os aeroportos de Islamabad (Paquistão) e a capital afegã, Cabul. O C-130 também foi usado durante o recente exercício Tempestade Tropical no Gabão.

Cada soldado que já esteve em missão tem um vínculo especial com o dispositivo. As alas também trouxeram alívio e simbolizaram o fim de uma longa missão.

Ao longo de sua carreira, os C-130s belgas transportaram 150.000 toneladas de carga, voaram uma distância total de mais de 3.900 vezes ao redor do mundo em 285.000 horas e pousaram 199.500 vezes.

O Airbus A400M assumirá as tarefas do C-130 Hercules.

No final de 2017, o primeiro C-130 estava permanentemente aterrado. Depois disso, os C-130s foram gradualmente retirados de serviço. Durante este período, a tripulação e os técnicos foram treinados novamente para os novos A400Ms, o primeiro dos quais pousou em 9 de outubro de 2020 em Melsbroek. A aeronave A400M e sua tripulação estão agora prontos para assumir totalmente as tarefas e atribuições do C-130.


Fotos: Michael Moors e Jozef Vanden Broeck



Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Main Menu