EXCLUSIVO: UOL Edtech compra Qulture.Rocks e já vai faturar meio bi

EXCLUSIVO: UOL Edtech compra Qulture.Rocks e já vai faturar meio bi


A UOL Edtech acaba de comprar a Qulture.Rocks, um software as a service de gestão de desempenho de equipes que tem sinergias relevantes com sua vertical de educação corporativa.

O valor da transação não foi revelado.

O fundador Francisco Homem de Mello continuará com um equity relevante na empresa e CEO do negócio, mas a transação dá saída a todos os fundos que estavam no captable e que detinham 32% da empresa.

Os três principais: o Y Combinator, a Canary e o Redpoint eVentures.

A aquisição é a terceira da UOL Edtech nos últimos dois anos, e vai ao encontro da tese do CEO Alex Augusto de construir um ecossistema de educação atendendo todas as etapas da vida do aluno.

A aquisição de hoje ajudará a UOL Edtech de duas formas.

Primeiro, posiciona a empresa num segmento em franca ascensão – e que ganhou ainda mais relevância com o advento do trabalho híbrido, dado que é muito mais difícil gerir o desempenho de uma equipe descentralizada e remota.

A segunda tem a ver com a integração da Qulture.Rocks com a plataforma de educação corporativa da UOL Edtech. O plano de Alex é unir as duas plataformas numa oferta unificada que aumente o valor dos dois lados.

“Existe um encontro das águas perfeito aqui. De um lado queremos capacitar alguém em alguma coisa. Do outro, mostramos para a gestão em quais skills os funcionários precisam melhorar,” ele disse ao Brazil Journal.

Se a plataforma da Qulture.Rocks mostrar que um funcionário precisa melhorar seus skills de comunicação, por exemplo, a UOL Edtech vai oferecer cursos de capacitação e conteúdo focados nisso. “Ao integrar as soluções você cria um ‘one stop shop’ de desenvolvimento e capacitação,” disse o CEO.

Com a aquisição, o UOL Edtech espera fechar este ano com uma receita de R$ 500 milhões e um EBITDA na casa de R$ 200 milhões.

Alex diz que a empresa consegue manter a margem em 40% mesmo com as aquisições porque faz um trabalho rápido de aumentar a eficiência das empresas adquiridas.

“Trazemos empresas com tese de growth e que já estão no breakeven, mas que normalmente estão com margem zero. Com nossa experiência e sinergias, a gente tem conseguido elevar essas margens significativamente,” disse ele.

O CEO cita o exemplo da Passei Direto, a plataforma de cursos B2C que a UOL Edtech comprou há pouco mais de um ano.

Quando fez a compra, a Passei Direto faturava R$ 40 milhões e tinha margem próxima de zero. Este ano, a empresa deve fechar com receita de R$ 100 milhões e um EBITDA de mais de R$ 30 mi.

Fundada em 2014, a Qulture.Rocks tem cerca de 1.000 clientes corporativos pagantes, 80% deles pequenas e médias empresas. A plataforma facilita que o gestor interaja com sua equipe, oferecendo feedback e ganhando uma visão completa de como cada membro da equipe está performando – e no que precisam melhorar.

Para isso, o software usa como base os diversos feedbacks dados na plataforma – pelo gestor e colegas da equipe – além de várias KPIs e OKRs da área.

“Para o funcionário isso também é interessante porque ele quer saber onde ele está, para onde vai, e qual o caminho para chegar lá,” disse Alex. “A plataforma entrega isso.”

O modelo é muito parecido com o da americana Lattice, que foi avaliada em mais de US$ 3 bilhões numa rodada recente.





Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Main Menu