Equipe da USAF verificará possibilidade da Tailândia poder adquirir o F-35 – Cavok Brasil

Equipe da USAF verificará possibilidade da Tailândia poder adquirir o F-35 – Cavok Brasil


Uma equipe de inspeção da Força Aérea dos EUA será enviada à Tailândia para avaliar a prontidão da Real Força Aérea Tailandesa (RTAF) para operar e manter os caças de quinta geração.

De acordo com a agência de notícias Thai News, como parte da inspeção, a equipe dos EUA examinará atentamente os recursos e capacidades da RTAF para ver se eles podem apoiar a compra de caças furtivos avançados.

A Real Força Aérea da Tailândia anunciou no início deste ano que planeja adquirir os caças F-35 da Lockheed Martin para substituir sua frota antiga de aeronaves de combate, principalmente os jatos F-5 e F-16.

O comandante-chefe Napadej Dhupatemiya revelou que o país estava considerando a compra de oito a 12 jatos F-35s e o uso de drones para voar ao lado deles.

Segundo relatos, um comitê encarregado de supervisionar a aquisição militar planejada está analisando atentamente as aeronaves de quinta geração com capacidades furtivas avançadas, incluindo jatos Lockheed Martin F-35, para substituir os antigos F-16 da Tailândia.

Embora um gabinete do governo tailandês tenha aprovado um orçamento de US$ 415 milhões em janeiro para a compra de quatro jatos, os jatos provavelmente precisariam ser comprados usando fundos do orçamento do próximo ano.

Caça Gripen D da Real Força Aérea Tailandesa.

Se os desejos do chefe da força aérea, marechal Napadej Dhupatemiya se tornarem realidade, a Tailândia pode ser o mais novo cliente da Lockheed Martin e o segundo país do Sudeste Asiático, depois de Cingapura, a adquirir o F-35.

Acredita-se que a Tailândia possa garantir uma redução de preço de cerca de US$ 80 milhões para cerca de US$ 70 milhões para cada jato, tornando-o menos caro do que os Gripens de geração 4,5, fabricados na Suécia, que custam cerca de US$ 85 milhões cada. A RTAF já opera uma pequena frota de caças JAS 39 Gripen C/D entregues entre 2011 e 2013.

No entanto, o custo total da aeronave dependerá do pacote de armamento e outros sistemas associados.



Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Main Menu