Buffett investe US$ 51 bi — e monta posição no Citi

Buffett investe US$ 51 bi — e monta posição no Citi


Warren Buffett aproveitou a volatilidade do mercado no início do ano para ir às compras.

A Berkshire Hathaway investiu US$ 51,1 bilhões no primeiro trimestre em diversas empresas, incluindo uma posição de US$ 3 bi no Citigroup, que tem sido um patinho feio do setor financeiro — performando bem abaixo de concorrentes como o Bank of America e o JP Morgan pelo menos desde a crise de 2008.

Só este ano, a ação do Citi já caiu mais de 24%, enquanto a média das ações do setor financeiro perdeu 16%.

O banco também tem performado pior que os concorrentes em métricas de rentabilidade por mais de uma década e é o único dos grandes bancos americanos que negocia abaixo do book value, a 0,52x, segundo o Financial Times.

A CEO Jane Fraser está tentando melhorar os resultados saindo de negócios menos eficientes, como o banco de varejo internacional, e focando em verticais mais rentáveis como o wealth management. No início do ano, o Citi anunciou que vai encerrar suas operações de varejo no México, onde é dono do Banamex.

O investimento da Berkshire no Citigroup foi revelado num documento regulatório entregue ontem à SEC que descreve as posições acionárias da empresa no dia 31 de março e as movimentações feitas no primeiro trimestre.

No período, a Berkshire também investiu na distribuidora McKesson, na holding de seguros Markel, na indústria química Celanese e na Paramount Global (a antiga ViacomCBS), além de empresas como Chevron, Occidental Petroleum, HP e Activision Blizzard — cujos investimentos já haviam sido divulgados por Buffett em sua reunião anual.

Na outra ponta, a Berkshire fez vendas que totalizaram US$ 9,7 bilhões, levando o saldo líquido dos investimentos para US$ 41,4 bi.

Buffett praticamente zerou sua posição de US$ 8,3 bi na Verizon, a gigante de telecom na qual ele havia investido no final de 2020; e vendeu todas as ações que ainda tinha do Wells Fargo — o banco que Buffett carregava há mais de 30 anos e que tem sido problemático.

As movimentações reduziram a posição de caixa de Berkshire, mas a empresa continua sentada numa montanha de dinheiro. Com as compras do primeiro trimestre, o caixa da companhia saiu de US$ 146,7 bilhões para US$ 106,3 bilhões.

Ao final de março, a Berkshire tinha um portfólio de ações avaliado em US$ 390 bilhões; suas maiores posições eram American Express, Apple, Bank of America, Chevron, Coca-Cola e Kraft Heinz.

A Berkshire vale US$ 683 bilhões na Bolsa de Nova York.



Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Main Menu